Carteira de criptomoedas
Muitas vezes vemos perguntas como "posso transferir as minhas moedas da TrustWallet para o REAUPay"? Se você não sabe a diferença entre elas ou nem sabe o que isso seja, esse texto será bom para você!
Primeiro, um rápido entendimento: Blockchain é um tipo de banco de dados. No nosso contexto, é um banco de dados descentralizado validado por vários servidores espalhados pelo mundo todo. Esse banco de dados armazena todas as transações ocorridas. As transações realizadas são assinadas por uma criptografia, que garantem a validade dessa transação.
Pois bem, existem várias carteiras de criptomoedas disponíveis. Existem as carteiras físicas (Trezor, Ledger...), aplicativos de celular (REAUPay, TrustWallet, Metamask...) e extensões de navegador (Metamask...). Para a explicação, vamos focar nas carteiras em formato de aplicativo de celular. O funcionamento delas são bem parecidas entre si, sendo que parte delas inclusive compartilham o código fonte.
Ao criar a sua carteira na TrustWallet, você recebeu 12 palavras que representam a sua chave privada. Essa chave será usada para assinar as transações que você gerar a partir da sua carteira, validando a sua autorização para movimentar o seu saldo no blockchain. Cuide das 12 palavras com muito carinho!
As 12 palavras também guardam o seu endereço na rede, que aponta para a sua posição no blockchain. É possível verificar o saldo e transações de qualquer carteira no explorador do blockchain. No caso da rede do REAU (BSC), o explorador é: bscscan.com Basta procurar o endereço da sua carteira que será possível verificar o seu saldo de diferentes criptomoedas e todas as suas transações.
O endereço da sua carteira é o mesmo usado para receber ou enviar REAUs. Na TrustWallet, para acessar o seu endereço, clique em: Receber > Smart Chain
Por fim, o aplicativo do REAUPay ou da TrustWallet é responsável por armazenar a sua chave privada, interagir com aplicativos descentralizados (como a PancakeSwap) e assinar as transações.
É possível, com algumas simplificações, comparar a carteira de criptomoedas a um aplicativo de banco:
Para acessar a sua conta bancária e fazer uma transferência você precisa de um endereço (número da sua agencia e conta) e da sua senha. Ao checar o seu saldo e movimentar o seu dinheiro, o aplicativo do banco está fazendo uma operação no banco de dados da instituição financeira. A carteira de criptomoedas seria o aplicativo do banco, ou seja, a interface entre você e o seu dinheiro armazenado em um sistema bancário.
Voltando à pergunta inicial: "Posso transferir as moedas da TrustWallet para o REAUPay?" - transferir não seria o verbo correto. Você não está transferindo as suas moedas, mas acessando a interface de sua carteira em outro aplicativo/website através das doze palavras. O aplicativo da carteira instalado em seu celular não carrega com eles as suas moedas. Nossos fundos cripto são guardados na blockchain, não em aplicativos.
Por uma questão de segurança, o REAUPay está sendo construído utilizando o mesmo software aberto base da Metamask, o que aumenta o nível de proteção da sua chave privada armazenada no aplicativo. Vale lembrar que nenhum cuidado é suficiente no mundo digital. Manter o celular, computador e antivírus atualizados são de extrema importância para a saúde de seu investimento.
Caso não se sinta confortável, é recomendado utilizar somente as corretoras centralizadas para os investimentos. As corretoras centralizadas são responsáveis por guardar as moedas de seus usuários, isto é, elas são donas de tudo o que os usuários movimentam.
Por isso, se você busca uma maneira mais segura e menos centralizada de gerenciar seus fundos, uma cold/hot wallet é a melhor opção e, ao mesmo tempo, o torna unicamente responsável pelo próprio investimento.
Copy link