Cuidados e riscos ao Investir
Leia! Leia de novo! Leia mais uma vez!
Ao comprar REAU, AURO, utilizar a Viralata Swap ou o REAUPay, você estará fazendo um investimento em criptomoedas e participando de um experimento financeiro comunitário de finanças descentralizadas.
Criptomoedas são conhecidas por oferecer grandes retornos financeiros aos investimentos, no entanto seus investidores estão expostos a riscos maiores de um ambiente pouco ou nada regulado.
O risco do investimento é proporcional às oportunidades de ganho. Não existe multiplicação de dinheiro sem um alto risco equivalente. A REAU já passou por uma valorização de 56.000%, como também correções de 90% em seu histórico.
Regra nº1: Não arrisque perder aquilo que irá te fazer falta.

Renda Variável:

"Ativos de renda variável são aqueles cuja remuneração ou retorno de capital não pode ser dimensionado no momento da aplicação, podendo variar positivamente ou negativamente, de acordo com as expectativas do mercado. Os mais utilizados são: ações, fundos de renda variável (fundo de ação, multimercado e outros), quotas ou quinhões de capital, commodities, derivativos e imóveis." - Wikipedia​
DYOR | Do Your Own Research
Muito utilizada no meio cripto, a expressão em inglês de Faça Sua Própria Pesquisa é aquilo que deve guiar qualquer investidor. O mercado é cheio de surpresas e os analistas não possuem bola de cristal. Por isso, tome decisões com base naquilo que você mesmo estudou e procure pela diversidade de opiniões sobre determinado investimento. Investir em algo por algo que outra pessoa disse pode ser fonte de muita dor de cabeça. Por isso, DYOR!

Descentralização financeira

No ambiente de finanças descentralizadas, o maior benefício da descentralização pode se tornar o seu maior inimigo: Por não ser um ambiente regulado e os projetos serem lançados "no estado", não existem garantias além daquelas que a própria tecnologia pode dar. Ou seja, não há uma instituição reguladora a quem possamos recorrer no caso de um hack ou fraude. Cada investidor individualmente é responsável pelo seu próprio dinheiro, pelos seus lucros e pelos seus prejuízos.
Convidamos a participar do projeto somente aqueles que se sentirem seguros em operar em um ambiente de alto risco. Àqueles que acabaram de chegar ao mercado, pedimos que estudem sobre este tipo de investimento para não tomar uma decisão precipitada. Recomendamos que seja investido somente valores que não se importe em colocar em risco, caso ocorra um cenário negativo. Isto serve para todo e qualquer criptoativo do mercado mundial.
Lembramos que a regulamentação no Brasil sobre criptomoedas ainda está em desenvolvimento, porém ela já discorre em relação a declaração e taxação de lucros obtidos. Procure se informar sobre as leis vigentes no momento de sua operação: Como declarar criptomoedas no Imposto de Renda​
Conte com o time da Viralata Finance para tirar dúvidas e ajudar no que for possível, porém não atribua a ninguém os seus lucros ou prejuízos. Cada compra, venda, transferência ou movimentação é de inteira responsabilidade daquele que a opera.
Evite propagar discursos de ganhos expressivos. Esse comportamento induz novatos a investirem mais do que podem e isso será um problema caso ocorra uma queda do valor.

Cuidado com a sua carteira!

Quando o assunto é dinheiro, não faltam charlatães tentando se aproveitar dos outros. Para evitar problemas no futuro, siga estas dicas de segurança com seus fundos:
I. Utilize apenas o serviço nativo de sua carteira, evite extensões de terceiros e verifique quantidade e qualidade de avaliações/comentários do software/aplicativo;
II. Guarde as doze palavras (seed) de segurança de sua carteira em um meio offline (como papel). Não as anote no celular/computador, não tire prints e nunca forneça suas palavras a ninguém. Se você suspeita que as doze palavras podem estar comprometidas sob conhecimento de alguém, crie uma carteira nova e transfira todos os seus fundos para ela. Não arrisque!
III. Ative a autenticação de dois fatores (2FA) em aplicativos de carteiras e exchanges;
IV. Evite transações diretas com desconhecidos. Sem uma plataforma intermediadora, não há garantia de que você receberá aquilo que foi combinado;
V. É sempre mais seguro manter seus tokens na carteira, pois o único dono dela é você mesmo. Além disso, na sua carteira seus REAUs rendem automaticamente;
VI. Se você investe em tokens de altíssimo risco, como memecoins e shitcoins, ou costuma participar de airdrops, é recomendável que tenha uma carteira exclusiva para estes fins, de modo que não põe em risco sua carteira principal (onde fica a maior parte dos fundos).
VII. Se você recebeu um token aleatório em sua carteira, não o venda. Diversos usuários já relataram que seus fundos foram roubados após venderem tokens estranhos. Ainda não há confirmação de que estes tokens são a razão dos ataques, mas existe um padrão que pode (ou não) envolvê-los ao roubo.

​⚠️ Participação em lançamentos

Lançamentos são uma ótima forma de perder dinheiro caso você não saiba o que está fazendo. Cuidado! Caso vá se aventurar em investimentos assim, arrisque somente aquilo que não fizer falta.
AURO e REAU são parte de um experimento financeiro descentralizado.
Cuidado! Auro é um token bastante esperado pelo mercado e é aguardada uma forte pressão de compra no seu lançamento por conta de especulação. No entanto o real valor do Auro se deve ao quanto ele proporcionará em farm/pool, e não à sua escassez e redistribuição por taxas (como ocorre no REAU).
Por conta da sua característica inflacionária, fazer todo o aporte de uma vez é arriscado, pois o valor do Auro pode subir muito em seu lançamento e isso não ser sustentável a longo prazo. Sempre é possível dividir a sua entrada em partes! No caso do Auro, isso é ainda mais importante.
O valor do Auro tende a se estabilizar em algum número compatível com o total circulante (e os tokens emitidos a cada 3s pela farm/pool). O impacto da emissão de tokens Auro tende a ser maior nas primeiras horas e se reduzir gradualmente.
Do Your Own Research (Faça a sua própria pesquisa)!
Feito esse alerta inicial, recomendamos uma pesquisa extra no momento de comprar um lançamento. Abaixo listamos dois fatores comuns em lançamentos que afugentam investidores e incomodam desenvolvedores:

Sniper bots

Esse tipo de bots são considerados uma problema em qualquer lançamento. Eles são vendidos ou compartilhados e, para funcionar, utilizam-se da transparência do blockchain para realizar a compra no exato momento da adição da liquidez. Isso significa que o bot será capaz de comprar grandes quantidade de tokens pelo menor preço possível (caso não sejam penalizados por alguma armadilha, o que também é bastante comum).
Logo após a compra desses bots, os investidores "normais" começam a comprar, multiplicando o valor do ativo. Em um determinado momento, os bots começam a vender e podem desestabilizar o preço do token.
Existem diversas formas de tentar despistar esses bots, mas nenhuma delas é infalível. A presença de bots em lançamentos é quase uma constante e parte do investidor saber se posicionar para conseguir lucrar mesmo com a ação desses softwares.
Como sempre, cabe ao investidor escolher a sua estratégia para atuar em um lançamento. Alguns optam por arriscar mesmo assim, outros em dividir as entradas e saídas em diferentes momentos e alguns a simplesmente esperar a volatilidade inicial para realizar a compra (talvez a estratégia mais conservadora).

Pump & Dump

Muito comuns em tokens de baixa capitalização (como os recém lançados ou com baixa liquidez), pumps e dumps também podem acontecer com menor frequência também em moedas/tokens de alta capitalização.
Normalmente, são caraterísticos de uma rápida valorização sem uma consolidação de mercado, o que faz com que não exista uma base sustentável para o preço, causando sua queda logo em seguida. Normalmente este movimento é acompanhado de FOMO e FUD (relacionados à tomada de decisões impulsivas e precipitadas de investimento, resultando em sentimento de medo, incerteza e arrependimento).
A capacidade de sobreviver a um pump e dump pode definir o futuro de um projeto e a disposição de seu time. Em golpes cripto, é muito comum que apoiadores e desenvolvedores do projeto abandonarem após um pump e dump, deixando aqueles que investiram sem visualizar um futuro para o investimento.
Alguns fatores podem ser responsáveis por pump e dumps, entre eles: Sniper bots (que criam uma valorização inicial muito rápida), movimentos de manada (normalmente causados por uma forte hype, FOMO ou FUD ) ou movimentação de baleias (grandes detentores de token).
Existem grupos nacionais e internacionais especializados em pump e dump. A atuação deles é garantida em qualquer lançamento, seja manualmente ou por bots. Caso não queira se arriscar e pretenda participar do projeto a longo prazo, uma possível recomendação (cabe ao investidor avaliar) é dividir as compras e aguardar uma redução de volatilidade.
Não existe uma receita para avaliar se o token está em um movimento artificial ou natural. Algumas análises de movimentação de carteiras e análise gráfica podem ser utilizadas (com muitas ressalvas), o que também não garante a segurança de um investimento.
É possível avaliar se o projeto está mais caro do que deveria (indicando um possível pump) ao multiplicar o valor unitário por seu total circulante. A partir desse valor, deve-se comparar com outros projetos similares para tentar chegar a alguma conclusão.
Algumas opções para tentar evitar um pump e dump são:
  • Dividir as compras e vendas, tentando fazer um preço médio. É quase impossível acertar o menor valor para comprar e o maior valor para vender.
  • Traçar comparações da capitalização do mercado com outros projetos. Não levar em consideração o valor unitário do token e sim a sua capitalização.
  • Reservar parte do investimento para realizar compra no caso de uma queda forte no preço, fazendo um preço médio.
  • Sempre, sempre entender os riscos e investir de maneira consciente. Isso evita que você seja vitima de manipulações e impede que realize operações no impulso.
Como sempre, não existe uma estratégia que seja unânime ou garantida. Muito menos uma lista que possa ser seguida à risca. Cabe ao investidor (e somente a ele) analisar as possibilidades de risco e fazer a sua própria pesquisa em diversas fontes para tomar decisões.
Last modified 4mo ago