AMM e Piscina de Liquidez
Para entender a fundo como são formados os preços nas corretoras descentralizadas, é necessário primeiro entender AMM e o que são piscina de liquidez (pools).
O mercado está acostumado com corretoras centralizadas como a Binance, Brasil Bitcoin e outras.
As corretoras funcionam como balcões, onde qualquer um pode oferecer comprar ou vender suas criptomoedas por qualquer valor que desejar. Caso uma outra pessoa aceite pagar ou receber esse valor, a transação é intermediada pela corretora centralizada. É como se fosse uma venda pessoa-a-pessoa (P2P), com a intermediação da corretora.
No caso da PancakeSwap e das demais corretoras descentralizadas, esse tipo de negociação não é possível. Para isso, utiliza-se um protocolo chamado de AMM (Automated Market Maker ou "criador de mercado automatizado" em português). Esse protocolo é responsável por simular a outra parte interessada em comprar ou vender os tokens que você está negociando.
Para isso, é utilizado uma piscina de liquidez e uma fórmula de precificação.

Piscina de Liquidez

A Piscina de Liquidez (Liquidity Pool, LP) é um contrato criado por uma corretora descentralizada para viabilizar a negociação de um token. Cada piscina equivale a um par de moedas/tokens.
Ao adicionar fundos a uma piscina de liquidez, o investidores receberá tokens LP equivalentes a sua participação nessa piscina. Algumas corretoras (como a PancakeSwap) oferecem pequenas taxas de transação para aqueles que provem a liquidez.

Exemplo REAU/BNB na Pancake Swap V1

Para explicar, usaremos o exemplo da piscina de liquidez REAU/BNB (ilustração abaixo).
Piscina de Liquidez da REAU no dia 04/07/2021
Podemos ilustrar a LP como dois cestos, um contendo REAU e outro contendo WBNB.
WBNB possuí o mesmo valor do BNB. O BNB não é nativo da rede BSC, por isso usa-se uma versão “envelopada” do BNB — para todos os efeitos, daqui a diante usaremos a nomenclatura BNB para se referir ao WBNB.
No caso do REAU, parte de toda transação realizada é utilizada para realimentar a piscina de liquidez e os tokens LP recebidos são queimados. Logo, a maior parte da liquidez da REAU não tem dono, garantindo uma maior segurança para os seus holders.
Embora não seja muito vantajoso nesse momento (sem outros incentivos além do que a PancakeSwap já oferece), qualquer um pode adicionar liquidez ao par REAU/BNB.

Formação de Preço

Uma vez entendido que a Piscina de Liquidez é um par de token/moeda contra o qual será realizado compra e vendas do token, precisamos entender quem determina o valor exato a ser inserido e retirado para manter esse equilíbrio.
Esse valor vem de uma fórmula de precificação. Para simplificar, usaremos o protocolo da Uniswap, que determina:
xy=kx *y = k
onde x é a quantidade de um token na piscina e y é o valor de outro token. k é uma constante que deve permanecer sempre a mesma, independente da operação realizada.
Para simplificar, podemos imaginar a piscina de liquidez como dois cestos, cada um deles contendo moedas ou tokens. Supondo que estamos falando da piscina de liquidez REAU/BNB, a piscina funciona equilibrando a quantidade de REAUs e a quantidade de BNBs, de modo que o produto das duas quantidades permaneça sempre igual a uma constante.
Mas como fazer isso? É simples: Toda vez que a pessoa comprar REAU, ela estará retirando REAUs do primeiro cesto e jogando BNBs no segundo cesto para que o produto das duas quantidades não se altere.
O processo de venda é o oposto: A pessoa estará jogando REAUs no primeiro cesto e tirando BNBs do segundo.
Com isso, a medida que as pessoas compram, vai ser necessário colocar cada vez mais BNBs em contrapartida para retirar a mesma quantidade de REAUs, fazendo com que o preço do REAU aumente.
Essa contrapartida não é linear, ou seja: Em duas compras seguidas de 1T de REAUs, o primeiro comprador pagará muito menos que o segundo.

Tamanho da liquidez e Price Impact

Algumas implicações puramente matemáticas desse “equilibrio” mantido pelo contrato da LP são relacionadas ao tamanho da liquidez e ao price impact:

Tamanho da Liquidez

Por “tamanho da liquidez” podemos entender o valor aprisionado no contrato da LP na moeda base (no caso da LP REAU/BNB, em BNB). Podemos verificar essa informação direto no contrato da LP ou através de ferramentas como a poocoin.app:
Liquidez disponível no dia 04/07/2021
É muito comum em algumas discussões comentarem sobre o “tamanho da LP” de um token. Em resumo:
  • O tamanho da LP é responsável pela resiliência do token a compras/vendas grandes.
  • Quanto maior a liquidez, menor vai ser o impacto da entrada e saída de baleias.
  • O token se torna mais saudável quanto maior a sua liquidez.

Price Impact (impacto no preço)

O impacto do preço é o quanto uma compra/venda é capaz de mudar no preço de um token.
Impacto no preço de uma compra de U$10 em REAUs no dia 04/07/2021
Esse impacto costuma ser muito alto em tokens recém lançados e com liquidez baixa. Isso também é uma consequência matemática da conta que o contrato da LP faz para equilibrar os cestos durante uma compra/venda.

Outras consequências

Rotas (route)

Ao longo de todo o texto, comentamos sobre a piscina de liquidez (LP) BNB/REAU. Ela permite que você use BNBs para comprar ou vender REAUs.
Porém a PancakeSwap permite comprar REAU usando qualquer outro token/moeda.
Para permitir essa operação, muitas vezes a PancakeSwap precisa interagir com mais de uma LP para fazer trocas sucessivas até chegar no REAU. O algoritmo da PancakeSwap se encarrega de fazer o melhor caminho para trocar as moedas.

Prover liquidez

Qualquer um pode adicionar liquidez a um par. Isso pode ser feito pela PancakeSwap, por exemplo. Para adicionar liquidez ao par REAU/BNB, por exemplo, o investidor adiciona REAU e BNB a piscina REAU/BNB. Em troca, ele receberá uma quantidade de token LP equivalente a sua participação nessa piscina.
Ao fazer isso, ele será remunerado por uma pequena taxa de transação que a PancakeSwap cobra.
Além dessa pequena remuneração dada pela corretora descentralizada, é possível que sejam dados incentivos extras para aqueles que provêm liquidez para um token. O Auro será utilizado como recompensa para esse tipo de atividade. Mais informações serão disponibilizadas nos artigos sobre esse tema.

PancakeSwap v1 e v2

Agora que já sabemos o que é uma piscina de liquidez, podemos explicar o porquê não é recomendado comprar REAU pela PancakeSwap v2.
O contrato imutável da REAU possuí uma taxa que realimenta a liquidez. O contrato está configurado para adicionar liquidez na PancakeSwap v1, fazendo com que a maior liquidez do REAU se concentre na v1.
Ao comprar na PancakeSwap v2, o comprador estará refém de uma piscina de liquidez menor, fazendo com que o price impact de sua operação seja maior. Normalmente essa operação passa a ser não vantajosa para o usuário, pois ele estará sempre sofrendo um impacto maior que o necessário na sua operação de troca.

Conclusões

Algumas consequências práticas que podemos observar no dia a dia de compra e venda de tokens:
  • Tokens recém lançados possuem liquidez muito baixa. Por isso eles tendem a se valorizar muito rápido (pump) e desvalorizar muito rápido (dump).
  • A primeira pessoa a comprar pagará menos que a segunda pela mesma quantidade de tokens, e assim por diante.
  • Nunca será possível comprar todos os tokens disponíveis da LP. A fórmula matemática (e sua não linearidade) faz com que o valor fique muito alto, porém sempre existirá um token ou uma fração dele para ser comprado.
  • O caminho inverso (venda) se aplica a todo o raciocínio apresentado.
Copy link
On this page
Piscina de Liquidez
Formação de Preço
Tamanho da liquidez e Price Impact
Outras consequências
Conclusões